Dicas de iluminação: a luz na decoração


A iluminação é muito importante em um ambiente e sempre que planejar a decoração de interiores, é bom levar em consideração o seu projeto pois se não for feita de uma forma legal ela pode comprometer todo o décor do espaço.

Para garantir que consiga a melhor iluminação possível e até os melhores efeitos, siga estas dicas básicas:

- Sempre que possível dê máxima atenção à iluminação natural. Nada como a luz do sol para enriquecer um ambiente. Além de ser imprescindível para o ser humano é também sustentável pois ajuda na economia de energia!

- A iluminação artificial deve ser projetada para que supra a necessidade de cada ambiente, com o tipo de luminária mais adequado, bem como o tipo de lâmpada.

- Há diferentes tipos de iluminação que podem ser atingidos de acordo com o tipo de luminária usada. As mais comuns são:

  • A iluminação direta, onde a luz é direcionada para um plano, uma superfície, seja uma mesa de estudo, balcão de cozinha etc. Pode ser feita através de spots ou até pendentes. 
  • A luz indireta, onde a luz é direcionada para o teto ou paredes e é refletida para o restante do ambiente, ou seja, algo mais suave, geralmente feito através de sancas e canaletas. Muito usada em salas de estar, de televisão e quartos.
  • E também a iluminação difusa, que é a mais comum, vinda diretamente do teto através de luminárias (embutidas ou não) e não causa sombra no ambiente o deixando iluminado por completo.

- Existem diversos tipos de de lâmpadas e hoje as mais usadas - para interiores de residências - são as halógenas, as fluorescentes compactas e as de Led. Cada uma tem seu benefício e cabe à você decidir qual prefere:

  • As halógenas são lâmpadas mais baratas, mas que gastam mais energia, porém tem uma reprodução de cores perfeita. Já as fluorescentes e de Led tem uma reprodução de cores um pouco inferior e o preço mais salgado, especialmente as de Led, porém no quesito conta de luz, gastam bem menos e são mais duráveis.

- Também fique atento ao tipo de luz emitida, se mais amarelada ou mais branca. Geralmente para cozinhas e locais de estudo se requer uma luz de cor mais branca, ou seja, uma lâmpada neutra ou fria. Já em ambientes em que se quer mais aconchego, a luz mais amarelada, chamada de quente, pode ser mais agradável.

Se você está planejando decorar um ambiente por conta própria, saiba que a iluminação correta pode ajudar muito e é sempre útil saber mais sobre o tema!

Veja algumas imagens de tipos de iluminação:

Iluminação indireta

Iluminação direta

Iluminação difusa

Iluminação direta, indireta e difusa no mesmo ambiente - Possível criar cenas.

 Iluminação direta na parede do banheiro - Uma luminária em cada lateral do espelho ajuda a não criar sombras.

Iluminação balizadora - direta

Também é possível brincar com a iluminação, criando efeitos de luz bacanas com as luminárias.
 Lindo não?! :) Agora planeje o seu!

Nenhum comentário