Antes e depois: Ambientes integrados - Ganhando espaço, funcionalidade e conforto


Como mudar um apartamento antigo, datado, pequeno e mal distribuído e ainda com pouco dinheiro para uma reforma?

Este apartamento em Paris mostra como é possível redistribuir espaços, iluminar ambientes, projetar
armazenamentos variados e ainda manter uma funcionalidade com aconchego.

Após um estudo de volumetria, o arquiteto conseguiu recriar uma nova distribuição dos 20 m² e ainda favorecer a estética, estilo, que agradava ao casal, que tem um toque escandinavo com cores vibrantes e contrastes cromáticos combinados a um elegante mobiliário em madeira.

Antes

Depois


Na sala havia pouco espaço também e um pequeno lavabo deu lugar a um grande armário ao fundo da sala de jantar e dentro dele ainda coube um pequeno 'home office'.

Assim, abrindo mão do banheiro extra, ganhou-se mais espaço na sala, com um espaço de trabalho extra que ainda pode ser totalmente ocultado, mantendo as salas sempre em ordem.

Antes

Depois

Ainda na sala, ao demolir a parede que dividia com a cozinha, aumentou-se levemente o espaço que antes era um pouco estreito, ficando agora mais confortável.

Antes

Depois


O longo corredor ocupava muito espaço e não favorecia nenhum ambiente em especial, era um espaço morto, apenas de circulação. No entanto, na redistribuição, a ideia de abrir espaços acabava com o corredor e ainda dava a possibilidade de inserir armários oferecendo bastante espaço de armazenamento.

Assim, ao derrubar as paredes da cozinha, a mesma não perdeu armazenamento já que tem uma extensão no lugar que antes era o corredor.

Antes

Depois

Antes

Depois

Todos os embutidos (divisórias, armários, estantes, bancos etc) são um salva-espaço interessantíssimo para quando os ambientes são apertados.



Desta forma, o apartamento ganhou muita luz, ficou arejado, funcional, super confortável e ainda com muito estilo.

Nenhum comentário