Conheça o estilo Coastal (praiano) em 8 passos e viva como em casa de férias

Iluminado e jovial, o estilo coastal te leva imediatamente para a praia não importa onde seja sua casa.


A semana passada mostramos um antes e depois de um quarto lindo neste estilo que foi um sucesso, então, hoje vamos mostrar mais detalhes e imagens inspiradoras deste estilo que tem tudo a ver com nosso clima.

Com o verão chegando, nada melhor do que conhecer um estilo que deixa sua casa bem fresquinha! 

O estilo coastal se refere ao estilo praiano, litorâneo e tudo o que se refere ao mar, mas sem confundir com
o estilo mais tropical que leva mais cores, em tons mais fortes, muitas plantas e também sem confundir com o estilo mediterrâneo que é mais terroso, escuro, com muita cerâmica e cores mais quentes.

Neste caso, Coastal ou Praiano, é o que provavelmente vem à mente quando você pensa em casa de praia, clara, iluminada pelo sol e arejada, com uma paleta de cores que vem da areia e das conchas, do mar e do céu, e lembra o clima do "verão" durante todo o ano.


O mais legal deste estilo é que não precisamos usar decoração ligada à praia para criá-lo. Então, ao invés de usar muitos acessórios como remos, peixes, barcos, boias salva-vidas, etc, podemos simplesmente criá-lo através de sensações como algo simples, leve e despreocupado. E o mais legal é que podemos usar este estilo mesmo a quilômetros de distância do mar!


Luz Abundante

A ideia deste estilo é juntar interno com externo, por isso janelas abundantes, portas de vidro e claraboias permitem que a luz do sol inunde os ambientes, portanto, se possível, considere adicionar estes elementos. Se essa não é uma opção, use tratamentos de janela simples e livres de impedimentos para a entrada da luz. Outra opção é "fingir" uma luz natural com lâmpadas e arandelas.

Em geral, o estilo coastal não é conhecido por brilho e reflexos, mas, caso necessário, para difundir a luz, considere um espelho próximo a uma janela ou uma mesa com tampo de vidro em um espaço que recebe mais luz natural. Só não se esqueça que muitos elementos de brilho fazem perder um pouco o ar acolhedor.


Tecidos frescos e simples

Nos interiores deste estilo os tecidos são simples, despretensiosos e confortáveis. Pense em tecidos que ondulam ao vento, tapetes de algodão ou fibras e muito linho.

Você não erra com o branco, mas também tons pastel, desbotados e listras são fáceis de encaixar no estilo.

Tecidos com temas náuticos, com conchas ou outros temas de mar, se forem de bom gosto e não carregados, podem ser usados também, mas sempre em padrões mínimos como em um par de almofadas ou em uma cadeira lateral. E, se bem discreto, até como papel de parede, por que não?


Neutros desbotados, pastel

Como dito, o branco é a cor chave deste estilo, demonstrando pureza e simplicidade, mas se o branco se tornar muito unidimensional é possível usar cores variadas.

Um azul claro, muito sutil, é uma cor clássica deste estilo pois chama o céu e o mar. Muito usada nos quartos e banheiros pode funcionar como um neutro em qualquer ambiente, principalmente se usá-lo em tom sobre tom.

Camadas de creme, bege e cáqui evocam a sutileza da areia e dunas. Os acabamentos fosco dão às cores um ar mate, seco e suave.

Em tons claros, o verde, rosa e coral são cores que vão muito bem neste estilo também.


Fibras naturais

Use materiais orgânicos, como palha e juta, em tapetes, mobiliário e acessórios para trazer um calor natural e textura para os ambientes praianos. Alguns toques de corda dão um toque extra e mantém-se fiel ao estilo.

Uma boa dica é quebrar o look de superfícies orgânicas com contraste, afinal uma mesa de café de vime ao lado de uma poltrona em rattan em cima de um tapete de sisal pode ser um pouco demais.


Madeiras claras e envelhecidas

Enquanto madeiras exóticas combinam com interiores tropicais, o estilo costal pede um toque mais leve. Madeiras desgastadas, desbotadas e suaves, ou uma patina branca quase inexistente, tipo um caiado de branco. Bambu também é bem vindo, no piso e mobiliário.

Madeiras escuras têm um lugar neste estilo, mas são geralmente a exceção. Quando inseridas são usadas em pequenos acessórios.


Espaço aberto

Como a própria praia, os ambientes deste estilo devem sentir-se alegre e não sufocados. Decore pensando em espaço, sem entupimentos. Deixe o ar passar!

Se não tem a opção de deixar os ambientes abertos, organize com móveis pequenos e acessórios reduzidos.


Mobiliário casual

Móveis para um estilo praiano devem dar a impressão de que está ao ar livre. Pense como se fosse mobiliar uma varanda por exemplo. Afinal você não sentaria em um sofá de chenile se estivesse coberta em areia e nem contaria conchas em uma mesa de mármore!


Tesouro praiano

Pequenos achados de sua última viagem ao litoral também servem como acessórios de decoração. Conchas, garrafas, estrelas do mar, redes de pesca... Inspirar-se nesses achados na escolha de acessórios pequenos é possível. A palavra chave é moderação.

Fique de olho em acessórios decorativos que não são exatamente ligados ao litoral mas que fazem a vez deles de forma bem bacana, como por exemplo jarras de vinho, imagens de mar, praia e céu, garrafas de vidro coloridas entre outros.


Afinal, uma casa na cidade pode sim ter um ar de casa de praia!

Nenhum comentário